Berne em Cães

Um dos problemas mais comuns em cachorros, a berne, que tem como causa a larva da mosca berneira (Dermatobia hominis), tem um desenvolvimento rápido principalmente em épocas quentes e úmidas, como o verão. É um problema que costuma causar muita dor no animal, e se nao tratada da forma correta pode levar a problemas ainda piores.

Sintomas

Grumos ou inchaço na pele, coceira, lambidas e mordidas constantes na área afetada, pequeno buraco na área afetada (pode não apresentar este sintoma), mucosas (gengiva e interior das pálpebras) pálidas, perda de peso e anorexia.

Como ocorre a infecção?

As fêmeas da mosca varejeira depositam seus ovos no abdômen de outras espécies de moscas (mosca-dos-chifres, mosca-dos-estábulos e mosca doméstica), e estas sim irão depositar as larvas no animal. Normalmente, a exposição de ferimentos atrai estas moscas, favorecendo o ciclo da Dermatobia hominis.

A larva então penetra a pele do cachorro, mantendo um orifício aberto que utilizará para respirar. Seu ciclo dura cerca de 40 dias, e durante este período permanecerá no animal se alimentando dos tecidos. Se não houver tratamento e a larva não for retirada antes que o ciclo se complete, o orifício pode ficar aberto causando uma grande inflamação.  Às vezes,  o berne é absorvido pelo organismo e a ferida fecha, mas é mais raro.

O maior problema dessa infecção é o desconforto causado pela presença do berne no animal.  Ao redor da larva existem pequenos espinhos, e quando o parasita se movimenta dentro da pele do animal gera dor e coceira. Com o tempo, uma infeção oportunista pode se instalar, e o quadro pode evoluir para algo mais grave.

Como tratar?

Alguns fármacos têm sido usados para tratar a Berne, como a Ivermectina. Porém, o Berne morto em cachorro provoca inflamação e as feridas não se curam tão facilmente.

A melhor forma de acabar com Berne em cachorro é a remoção manual das larvas feita pelo médico veterinário, seguido do tratamento das feridas.Geralmente, depois de removida a larva não existe infeção secundária e a ferida cura em uma semana. Por vezes, as infeção secundárias ocorrem porque as feridas atraem outros mosquitos e moscas para esse local e depositam mais ovos.

(Nós da Upvet recomendamos que não tente remover em casa, e leve à um profissional especializado).

Como evitar a doença?

Da maneira mais simples: mantendo as moscas longe. Limpe diariamente as fezes dos animais e evite acúmulo de lixo orgânico.

Outra atitude básica é manter o ambiente sempre muito limpo e a grama baixa, caso tenha jardim. Assim não irá juntar maus odores e insetos que podem ter o parasita alojados em si.

Para quem mora em regiões com grande ocorrência do problema, como sítios e fazendas, realizar periodicamente um controle das moscas Dermatobia Hominis (transmissora da berne) pode ser uma ótima opção. Por meio da pulverização de produtos químicos nas áreas de vivencia do animal, a população de moscas varejeiras diminui consideravelmente, evitando que ela ou outros insetos infectados cheguem perto de você e do seu cachorro.

Ou você pode optar por prevenir usando medicamentos. Eles podem ser dados ao animal para impedir que as larvas da doença consigam entrar e se alojar sob sua pele. É importante lembrar que todo tipo de remédio para animais deve ser devidamente receitado por um médico veterinário.

 

 

RECEBA AS NOSSAS NOVIDADES